Serial Killers, Chocolateiras e Baboseiras de Natal: Os últimos comebacks de Red Velvet, gugudan e Lovelyz

Kon’nichiwa watashi no yūjin.

Estou aqui me recuperando dos chutes e pedradas que levei dos Wannables pelo meu último post, onde eu dizia que Beautiful não é boa por não ser farofa. Qual é pessoal, foi claramente ironia, eu não faria um post daquele com intenção de ser sério. Me respeitem.
Nem os Onces foram tão baixos pelo post de LIKEY. Boygroup stan é uma raça estranha mesmo.
Desabafos desabafados, hora do show.

gugudan – Chococo

gugudan teve um dos debuts mais odiados. E a coisa foi séria mesmo, não apenas pelos frequentadores da blogosfera mas também num todo. Digo isso pois até meus amigos que gostam de qualquer coisa não gostaram de Wonderland.
E se preparem para a bomba.
Eu gosto dela.
Pasmem.


OK, essa é uma informação chocante, então lhes deixo ir tomar uma água e tentar assimilar o que acabei de dizer.
Voltaram? Pois bem, desculpem soltar essas bombas, prometo ser mais cauteloso.
Enfim, no início desse ano, as garotas tabuada tiveram seu primeiro comeback, responsável por seu melhor single até hoje. Mesmo eu que gosto de Wonderland consigo ver a diferença gritante entre o single de debut e A Girl Like Me.
O grupo já estava em uma situação diferente quando anunciou o comeback com o primeiro single album, Chococo Factory.

Se eu estivesse escrevendo isso aqui logo após Chococo ter sido lançada, seria um post bem negativo. Aliás foi o que aconteceu com LIKEY, o que me faz perceber que não devo fazer posts no calor do momento porque minhas opiniões são mais inconsistentes que o lado velvet.

gugudan..jpg

Voltando à Chococo, a música não tenta reinventar a roda, é um aegyo básico, mas bem produzido. Perde alguns pontos por ter um refrão fraco, que foi o que me fez achar a música morna na primeira ouvida (e segunda e terceira e…). É como se a música fosse uma linha reta, começa e termina da mesma forma, não tem pontos altos, algo que se destaque do pacote.

Mas aí a música tem de acompanhamento um MV nonsense, fumado, que ao invés de acrescentar a música, a faz parecer medíocre.

Quem é Goku perto da lendária super sayajin Kim Sejeong?

O clipe eclipsa totalmente Chococo, me fazendo pensar que foi um grande desperdício e desejar que a música fosse tão boa quanto. As cenas compostas por aqueles aegyos retardados Orange-Caramelescos é o tipo que se destaca entre o aegyo, podem continuar com esse estilo que não será mal-vindo, mas que na próxima, a música seja tão boa quanto o MV.


Lovelyz – Twinkle

Ah, o natal. Época em que todo mundo esquece que odeia todo mundo e se reúne para comer. Espírito natalino? Bullshit.
E como já é de praxe, os singles de natal, odiados pela massa, começam a aparecer.
Bom, eu não tenho preconceito com música de natal, penso que são coisas que são lançadas apenas para aquele momento e que não tem obrigação de ser diferente, por isso não exijo nada delas.

Se são legaizinhas? OK. Se não são? Finjo que nunca existiu.
Aí vem o Lovelyz, que como músicas de natal, é um grupo que não crio expectativa nenhuma. Tirando WoW! que pelos teasers prometia ser algo diferente e felizmente foi, e eu adoraria que o grupo continuasse naquele estilo, mas poucas semanas depois voltaram com Now, We, o que me fez destruir qualquer expectativa futura com as Amáveiz.

Lovelyz.jpg
Eu gosto de Lovelyz, não entendam mal, acho que a falta de expectativa com elas é até bom, porque é algo que não espero muito e consequentemente não me sinto decepcionado se for ruim.
Junte Lovelyz com single de natal, será que criar expectativa com isso seria bom?

Pois bem, Twinkle é divertidinha, você pode ouví-la no natal e em abril sem problema algum. Não é ruim, mas não tenho muito o que falar sobre, então ignorem que eu enrolei e enrolei pra no fim não falar nada e vamos prosseguir.


Red Velvet – Peek-A-Boo

As boleiras tiveram um ótimo 2017, lançando no início do ano a inicialmete incompreendia Rookie, que foi execrada por muitos mas que depois essas mesmas pessoas passaram a vê-la com outros olhos. Opiniões inconsistentes, sei muito bem o que é isso.
Em julho dominaram o verão coreano com a incrível Red Flavor, que foi um enorme sucesso e muito bem recebida.
Com o sucessor do The Red, ótimo álbum lançado em 2015, Red Velvet anunciou seu segundo álbum, dessa vez intitulado “Perfect Velvet”.
O que, para minha mente deduzir que o lado velvet estaria sendo ressuscitado levou 2 segundos.
Mas como me dito pelo amigo Paulo do Asia Concept, “o lado velvet é maduro, não se restringe a gêneros e ritmos”.
Admito, eu estava errado ao dizer, pelo teaser que Peek-A-Boo não tinha nada de lado velvet.

Red Velvet....
Concluir algo apenas por teasers é o mal do kpopper, eu mesmo pelo teaser achava que era um latin pop e no fim foi mais um tropical house.
Por ser uma faixa upbeat, agitada, se diferenciando mais uma vez dentro do lado velvet do grupo, que veio da sensualidade de Be Natural e Automatic para a melancolia de One Of These Nights, Peek-A-Boo faz mais uma curva, mostrando que o lado velvet é imprevisível e inconstante, não como lado Red que temos certeza do tipo de coisa que virá.
Então botei na minha cabeça que lado red é infantil e lado velvet é adulto. OK? Agora vamos prosseguir.

Vindo logo após Red Flavor, é visto que Peek-A-Boo herda elementos do seu single anterior, num esforço de repetir sua fórmula. Não conseguiu superá-la, porém está muito longe de ser um single ruim. O primeiro refrão se prova um pouco decepcionante na primeira ouvida, por ser bem básico, mas os próximos refrões adicionam mais linhas a sua composição, o que dá uma sensação de crescimento da faixa (o que faltou em Chococo).

Mas o ponto alto aqui é o MV, que ao contrário de Chococo, consegue manter um pacote completo de música e clipe que funcionam muito bem juntos. É até engraçada a vibe animada do MV sendo que elas são terríveis serial killers que matam entregadores de pizza em toda lua cheia numa seita bizarra, e por qual motivo? Não sabemos. Vamos aceitar que são apenas cinco garotas que gostam de matar e seguir em frente.

DreamCatcher Impact

[BÔNUS] GATE 9 – Chemical

Essas nove garotas super flopadas não tiveram uma mísera notinha sobre o debut no soompi, então o Parede Inquebrável faz esse trabalho de divulgar as nugus.
Eu adorei a música e o MV, que soube usar muito bem o baixo orçamento para criar um trabalho visual bacana e que infelizmente está amargando 20.770 views no YouTube.
Panfletação devidamente feita, vão dar view em Chemical.


Qual música é a melhor e porquê Peek-A-Boo? Comentem.

Até mais!

 

Anúncios

7 opiniões sobre “Serial Killers, Chocolateiras e Baboseiras de Natal: Os últimos comebacks de Red Velvet, gugudan e Lovelyz

  1. Não quero diminuir o lado Red (or colorful aegyo, que seja) mas ele é mais fácil de lidar, principalmente entre os capopeiros,
    Eu diria que o lado Velvet é mais complexo, assim como os adultos são.
    Tá mais para um “estado de espírito” do que um gênero, mas posso estar fumado agora @_@

    Look >>> Peek a Boo

    Ótimo post! Parabéns !

    Liked by 1 person

  2. “Mas como me dito pelo amigo Paulo do Asia Concept, ‘o lado velvet é maduro, não se restringe a gêneros e ritmos’. ”

    Eu falei, o velvet é pra ser mais maduro, menos colorido e grudento, é menos animada também. Faz querer rebolar a bunda? Faz, mas de maneira sensual e não pra dançar na festinha de 15 anos de prima.

    Rainhas (ai adorei esse comentário, vou usar no post)

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s